26 C
Brasília
17 de outubro de 2018
Gato Curioso
Image default
Literatura

Maus: A história de um sobrevivente

Nome do livroMAUS, a história de um sobrevivente.

Indicação de idade: 14+

Autor: Art Spielgman


Venho hoje falar sobre o livro MAUS de Art Spielgman.

Este é um livro simplesmente fantástico.

Indico tanto para pessoas apaixonadas por quadrinhos, quanto por história (principalmente a história do Holocausto). No entanto, atenção, não é um quadrinho para crianças, pois ele contém cenas muito fortes que retratam  a realidade vivida por um sobrevivente deste terrível evento da nossa história.

Curiosidades: A história é completamente ilustrada, e os personagens são ilustrados de um modo um tanto quanto diferentes. Todos personagens são animais antropomorfizados*¹. Cada animal representa uma nacionalidade, “raça” ou mesmo etnia.

¹- Antropomorfia -  Semelhança de formas que apresentam animais como o homem.

Curiosidades

1- Todos os personagens são animais antropomorfizados.

Ilustrações do próprio livro:

Judeus- Representados como Ratos.

Alemães – Representados como Gatos

Poloneses – Representados como porcos

Franceses- Representados como Sapos

2-  Não importa se você é polonês, se for Judeu, será representado como um Rato.

Alguns personagens que aparecem ao longo da história são Poloneses, porém alguns dos poloneses eram Judeus, então eles são retratados como ratos na história em vez de porcos, que seria o padrão.

3-     Curiosidade “externa”.

É muito óbvia observação de que “gatos comem ratos” e por isso os Alemães são retratados como gatos e os Judeus como ratos. A partir daí comecei a pensar “bem, então talvez todos os outros personagens tenham algum sentido em serem retratados como são.

A partir daí fiz uma dedução.

Poloneses e a imagem de porcos:

Porcos são animais “sujos” que vivem na lama. No livro os poloneses são retratados como “vira-lado”. Não tem como saber se um polonês é bom ou não, cada um tem sua própria ideologia, alguns defendem os Judeus, outros os traem, outros os roubam. No geral não há como confiar totalmente em um polonês, todos no final acabam jogando “sujo”, ajudando sempre em troca de algo e as vezes sendo traiçoeiros.

Franceses e a imagem de sapos:

É muito conhecido que os franceses são retratados como sapos, em alguns filmes inclusive (EX; Por água abaixo, que por acaso também possui ratos) alguns sapos são cantores franceses e todos possuem uma personalidade francesa. Para quem quiser saber um pouco mais, sugiro a leitura deste artigo em um blog que encontrei enquanto pesquisava  —> Artigo franceses e sapos <—-

O LIVRO

O livro é  uma história contada por Vladek Spiegelman, um homem que sobreviveu ao holocausto, e traz ainda memórias vívidas, porém também uma grande tensão, andando sempre muito ansioso, ranzinza e avarento. Segundo ele próprio, acabou adquirindo essas características durante o período em  Auschwitz (um dos maiores campos de concentração durante a segunda guerra)  enquanto lutava pela sobrevivência, já que os recursos eram mínimos e qualquer coisa, por mais simples que fosse, precisava ser estocada e utilizada aos poucos (eu não teria sobrevivido uma semana).

A história se divide entre duas cenas

Em uma delas os leitores são apresentados aos personagens principais, Vladek Spiegelman e Art Spiegelman (escritor e ilustrador do livro) em sua vida pós-segunda guerra, porém ainda assim continuam sendo representados como ratos..

No outro lado da história, Vladek nos conta (através de ilustrações feitas por Art) a maior parte do que se lembra sobre ter vivido no holocausto, Art vai todos os dias a sua casa e pergunta alguma outra parte da história que ficou faltando, incentivando assim sua memória e fazendo longas caminhadas com um gravador  (no começo apenas no lápis e papel mesmo).

E o mais interessante é que

Além de ser tudo baseado em fatos reais, Vladek viveu uma história de amor que durou do começo ao fim do holocausto e até mesmo depois!

Imagina só, viver uma história de amor no meio de um campo de concentração em plena segunda guerra mundial? Difícil de acreditar? Pois Leia a história que entenderá o porque dela ser tão incrível.

Em um cenário de guerra e destruição, o amor conseguiu resistir e ser mais forte do que todos os problemas enfrentados.

É isso, essa é a indicação de leitura da semana, fiquem atentos a próxima!

Deixe um comentário

Acesso

Não tem uma conta? Se cadastre aqui
X

Cadastre